outubro rosa2

Itabuna gerou mais de mil empregos no ano

Itabuna BA

Mais exatamente 1.190, criados entre janeiro e setembro, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego. O saldo no ano é um dos melhores da última década para o mesmo período, mas houve geração de apenas 58 em setembro.

No mês passado, os destaques positivos foram os setores da construção civil e da indústria de transformação. Juntos, abriram 105 novos empregos com carteira assinada. O desempenho acabou afetado por dois dos principais setores: serviços e comércio, que fecharam 56 vagas.

Quando analisados os resultados de janeiro a setembro, a construção gerou 595 novos empregos, seguido pelo setor de serviços, com 419. Em nove meses, o comércio de Itabuna cortou 187 vagas. E foi a construção que também ajudou Ilhéus a fechar setembro com saldo positivo.

53% dos empresários devem contratar mão de obra extra para o fim do ano

funcionariosCom a aproximação das festas de fim de ano, os lojistas se preparam para atender a demanda aquecida do Natal, ampliando o seu quadro de funcionários. Um levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) nas 27 capitais revela que mais da metade (53%) dos empresários dos setores do comércio e de serviços já contratou ou pretende contratar trabalhadores temporários neste fim de ano. Estima-se que até o término de 2014 aproximadamente 209 mil temporários sejam absorvidos para preencher as vagas de emprego disponíveis.

A pesquisa indica, contudo, que neste ano os empresários estão mais reticentes em contratar. Em 2013, a estimativa do SPC Brasil era de que mais de 233 mil vagas seriam criadas para o mesmo período. Além disso, em 2014, aumentou de maneira expressiva a quantidade de empresas que ainda estão esperando um sinal positivo do mercado para contratar: elas eram 20% em 2013 e passaram para 28% em 2014. Na avaliação da economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, a elevação do percentual de contratações tardias sinaliza que o empresariado está cauteloso, esperando até o último momento para investir em mão de obra temporária, a fim de evitar prejuízos e gastos desnecessários com a folha de pagamento.

Pedido de seguro-desemprego terá de ser feito pela internet em 2015

Seguro-desempregoO Ministério do Trabalho e Emprego anunciou que os empregadores terão de usar um aplicativo chamado "Empregador Web" no Portal Mais Emprego para fazer o pedido de seguro-desemprego e de comunicação de dispensa de seus funcionários.

A resolução que trata dessa obrigatoriedade foi publicada no "Diário Oficial" ds União desta sexta-feira (10). A mudança havia sido acordada durante reunião do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) na quarta-feira.

"O uso do Empregador Web no Portal Mais Emprego permite o preenchimento do Requerimento de Seguro-Desemprego/Comunicação de Dispensa, de forma individual ou coletiva, mediante arquivo de dados. Os formulários Requerimento de Seguro-Desemprego/Comunicação de Dispensa (guias verde e marrom) impressos em gráficas serão aceitos na rede de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego até o dia 31 de março de 2015", diz o ministério.

Galeria de Fotos